The Hives

The Hives

06 Outubro 2023 - Cineteatro Capitólio (LISBOA)
1ª PARTE: Bratakus
ABERTURA DE PORTAS: 20H00
INÍCIO DO ESPETÁCULO: 21H00

  • PREÇOS BILHETES
  • 30 euros
  • CLASSIFICAÇÃO
  • M/6 anos

Os lendários roqueiros suecos regressam finalmente a Portugal em nome próprio, para uma atuação única no Cineteatro Capitólio, em Lisboa, a 6 de Outubro.

Apesar de terem passado mais de uma década sem lançar um novo longa-duração de estúdio, os lendários THE HIVES não estiveram propriamente em hiato criativo e, quem temesse que caíssem no velho cliché das digressões a revisitar apenas as glórias passadas, pode ficar tranquilo. A 11 de Agosto último, os inimitáveis roqueiros oriundos de Fagersta editaram finalmente o seu muito aguardado sexto álbum e, como seria de esperar, os riffs rock'n'roll voltaram a ouvir-se em alto e bom som. Intitulado «The Death Of Randy Fitzsimmons», o sucessor de «Lex Hives», de 2012, afirmou-se como mais um lançamento super-divertido por parte da banda e, durante os últimos meses, inspirou um périplo por diversos festivais de Verão em solo europeu. Agora, na sequência de algumas atuações verdadeiramente incendiárias, os músicos anunciam um regresso à estrada em nome próprio, com uma digressão em ambientes mais intimistas, que vai passar pelo Cineteatro Capitólio, em Lisboa, no próximo dia 6 de Outubro.

Como o título macabro do álbum sugere, a ausência prolongada dos THE HIVES dos estúdios não foi um hiato, mas sim uma história de terror. A banda admite agora que não vê nem fala com o seu fundador, mentor e compositor, o misterioso Randy Fitzsimmons, desde o lançamento de «Lex Hives», em 2012. Após a recente descoberta de um obituário e de um poema enigmático no jornal local da cidade de Vastmanland, de onde são originários, os membros da banda foram conduzidos à lápide de Fitzsimmons. Ao cavarem o solo recém-mexido, não encontraram um corpo, mas sim várias gravações, fatos completos e um pedaço de papel com a frase “The Death Of Randy Fitzsimmons” escrita como se fosse um título. Resta saber se tudo isto foi uma farsa ou uma estratégia por parte de Fitzsimmons; até porque, convenientemente, as gravações descobertas incluíam as demos que se transformariam nas doze canções da novidade «The Death Of Randy Fitzsimmons».

Nos vinte e cinco anos desde que explodiram em todo o mundo, os THE HIVES lotaram estádios e dividiram palcos com inúmeras bandas de renome, dos AC/DC aos Rolling Stones. A SPIN já disse que são “a melhor banda ao vivo do planeta” e que Howlin’ Pelle é “o maior vocalista do rock”, e a BBC apelidou-os como “uma força da natureza”. A Rolling Stone nomeou «Veni Vidi Vicious» como um dos 100 melhores álbuns da década e o single «Hate To Say I Told You So» ganhou um lugar de destaque na lista das 500 melhores canções dos anos 2000 elaborada pela Pitchfork. A provar que são um caso de sucesso estratosférico, acumularam vendas de milhões de álbuns um pouco por todo o mundo, com múltiplas certificações de ouro. Desde «Lex Hives», o grupo lançou os singles «I'm Alive» e «Good Samaritan», em 2019, bem como um álbum ao vivo pela Third Man Records, e embarcou numa série de digressões globais. Editado no início de Agosto de 2023, «The Death Of Randy Fitzsimmons» marca um verdadeiro renascimento para estes brilhantes músicos suecos.

BIOGRAFIA THE HIVES

Formados pelo guitarrista/vocalista Nicholaus Arson, pelo baterista Chris Dangerous, pelo baixista Dr. Matt Destruction, pelo guitarrista/vocalista Vigilante Carlstroem e pelo vocalista Howlin' Pelle Almqvist, os THE HIVES foram criados em 1993 em Fagersta, na Suécia, numa altura em que os músicos ainda estavam no liceu. Um EP de maquetas, intitulado «Sounds Like Sushi», de 1994, rendeu à banda um contrato com a Sidekicks Records, que lançou o EP de estreia «Oh Lord! When? How?», em Junho de 1996. Os músicos mudaram-se então de armas e bagagens para a Burning Heart e editaram o primeiro álbum, «Barely Legal», em Setembro de 1997. O disco serviu de mote à primeira digressão pelos Estados Unidos ainda nesse ano e, em 1998, lançaram mais dois EPs: «A Killer Among Us» e «A.K.A. I-D-I-O-T».

No final de 1999, chegada a altura de gravarem o segundo álbum, os THE HIVES decidiram juntar-se ao produtor Pelle Gunnerfeldt, com o disco a ver a luz do dia em Abril do ano seguinte através de uma parceria entre a Burning Heart e a Epitaph Records. «Veni Vidi Vicious» impulsionou a banda a um novo nível de aclamação da crítica e sucesso comercial graças a singles como «Hate To Say I Told You So» e «Main Offender». O álbum liderou as tabelas de vendas na Suécia, onde foi certificado como ouro, e o #63 da Billboard 200 do outro lado do Atlântico. A força dos temas, bem como as tours com os (The) International Noise Conspiracy e The Hellacopters, geraram não só elogios de artistas tão diversos como Noel Gallagher e Courtney Love, mas também a assinatura de um acordo com o selo Poptones, de Alan McGee. Seguiram-se mais digressões, a reedição dos EPs e singles no Reino Unido, com «Hate To Say I Told You So» e «Main Offender» a apareceram no top britânico.

Depois de passarem grande parte de 2003 em digressão pelo mundo, os THE HIVES retornaram à Suécia para começarem a trabalhar num novo álbum. Produzido, uma vez mais, por Gunnerfeldt, «Tyrannosaurus Hives», de Julho de 2004, reforçou ainda mais o ímpeto dos músicos. Além de alcançar o primeiro lugar e ganhar ouro na Suécia, foi certificado com o mesmo galardão no Reino Unido, onde estreou no Top 10 e gerou mais um single de enorme sucesso, «Walk Idiot Walk». Nos Estados Unidos, alcançou a posição #33 da Billboard. Já no início de 2005, os músicos arrecadaram cinco prémios nos Grammis suecos, incluindo Artista do Ano, Álbum do Ano e Grupo de Rock do Ano. No final de 2006, Howlin' Pelle Almqvist colaborou com Moneybrother em «Jag Akriver Inte På Nått", uma versão em sueco de «Freeze Up», dos Operation Ivy, que apareceu no álbum «Pengabrorsan». Também nessa época, a banda colaborou com Timbaland em «Throw It On Me», incluída em «Timbaland Presents Shock Value», o disco de 2007 do reputado produtor norte-americano.

Para seu quarto longa-duração, os THE HIVES adotaram uma abordagem mais expansiva através da colaboração com uma equipa criativa que incluía os Neptunes, Jacknife Lee e Thomas Öberg. Lançado em Outubro de 2007, «The Black And White Album» incorporou elementos eletrónicos ao rock compacto que os tornou famosos em primeira instância. Sem repetir os mesmo níveis de sucesso dos seus predecessores, ainda assim, o disco entrou nas tabelas de vendas na Suécia, no Reino Unido e nos Estados Unidos. Na época do lançamento, os músicos criaram também o tema «Fall Is Just Something Grownups Invented» para a programação do Cartoon Network. No início de 2008, ganharam um Grammi para Melhor Artista ao Vivo e, no final do ano, apareceram em várias músicas do álbum «Seeing Sounds» de N.E.R.D. Em Dezembro, «A Christmas Duel», um dueto de Natal com Cyndi Lauper, alcançou o quarto lugar nas paradas suecas e, em Junho de 2010, saiu o EP «Tarred And Feathered».

Sensivelmente dois anos depois, os THE HIVES regressaram às edições com «Lex Hives», o primeiro álbum produzido pelos próprios músicos e o primeiro a ser lançado através da sua própria editora, a Disques Hives. O LP marcou um retorno às raízes garage rock e transformou-se em mais um sucesso à escala global. Perto do final de 2013, problemas de saúde levaram Destruction a deixar a banda, com Johan And Only (também conhecido como Johan Gustafsson, dos Randy) a assumir as funções de baixista. Após o lançamento do single «Blood Red Moon», em 2015, a banda fez-se à estrada durante vários anos e tocou em festivais como o Riot Fest e o Lollapalooza Paris. Em 2019, lançaram dois singles, «I'm Alive» e «Good Samaritan», e juntaram-se aos conterrâneos Refused numa tour pelos Estados Unidos, durante a qual gravaram o álbum ao vivo «Live At Third Man Records».

Quando a pandemia global da COVID-19 tornou impossível continuarem a tocar ao vivo, os músicos organizaram a World Wide Web Tour, que consistiu em apresentações transmitidas ao vivo para o público em Berlim, Londres, Nova Iorque, Sydney, São Paulo e Estocolmo. Depois, assim que as coisas começaram a normalizar, foram para a estrada como “suporte” aos The Offspring numa digressão pela Europa e pelo Reino Unido. Chegada a altura de gravaram um muito esperado, e eternamente adiado, novo álbum de originais, os THE HIVES juntaram-se ao produtor Patrik Berger, ex-membro dos Snuffed By The Yakuza e famoso pelo trabalho com artistas como Robyn e Charli XCX. A banda e Berger criaram então «The Death Of Randy Fitzsimmons», que foi editado em Agosto de 2023. Gravado num estúdio propriedade de Benny Andersson, dos ABBA, o LP serve pop-punk estimulante, instrumentação eletrónica e metais vigorosos, mas mantém-se fiel ao rock de garagem com riffs pesados que tornaram o grupo famoso.

BILHETES

Locais de Venda: MEO BLueticket.
Lojas: FNAC e bilheteira.fnac.pt, Worten, El Corte Inglés, Turismo de Lisboa, ABEP, Ask Me Lisboa, Casino Lisboa, Centro Cultural de Belém, Fórum Aveiro, Galeria Comercial Campo Pequeno, Shopping Cidade do Porto, Time Out Mercado da Ribeira, U-Ticketline e Unkind.pt.
Internacional: Masqueticket.

Mais acerca de The Hives